fbpx

O Impacto da Agricultura de Precisão no Controle de Plantas Invasoras

Por Luiz Ricardo Takeshi Horita

A agricultura de precisão gera benefícios para a lavoura em diversos âmbitos. Um destaque fica para o controle de Plantas Invasoras, que traz mais eficiência, produtividade e redução de gastos, promovendo assim maior sustentabilidade e menor agressão aos nossos recursos naturais. Continue a leitura a seguir.

Dia de sábado! Você se veste com sua roupa preferida, pega seu carro e vai ao mercado comprar café, suco, pães fresquinhos e frutas para tomar café-da-manhã em família. 

Claro que a rotina descrita não é exatamente a mesma para todos, mas temos neste cenário vários produtos de consumo comum. Ficamos presos ao cotidiano e muitas vezes nem nos passa pela cabeça de onde vêm as coisas que consumimos todos os dias e os impactos gerados pela forma como esses produtos são produzidos. 

Mesmo assim, sabemos que boa parte vem do campo e por isso podemos afirmar que a agricultura é a base de quase tudo que consumimos no dia a dia. Quando digo “consumo” me refiro desde as vestimentas, o combustível do automóvel, até alimentos e bebidas. A nossa sorte é que estamos no Brasil, um país de vastas áreas agricultáveis e clima favorável!

Crescimento e potencial do agronegócio no Brasil

Em 2019, o Brasil se tornou o terceiro maior exportador de alimentos do mundo e mostrou ter potencial para se tornar o principal fornecedor de alimentos globalmente. Além disso, no mesmo ano o nosso país se tornou o segundo maior exportador de algodão do mundo

Apesar de levantamentos mostrarem que ainda há possibilidade de mais áreas agricultáveis, apenas isso não seria o suficiente para atender a demanda de produtos agrícolas, que cresce a passos exponenciais enquanto que a produção tem aumentado de forma linearO grande desafio é tornar a agricultura mais eficiente e sustentável, de forma que seja possível potencializar a produtividade com a mesma quantidade de recursos já existentes.

Plantas invasoras (daninhas)

Para isso, muito tem se falado sobre a agricultura de precisão, e hoje falaremos um pouco sobre como ela é aplicada para o controle de plantas invasoras (ou plantas daninhas) e o impacto que isso gera. Afinal, elas podem ser responsáveis por grandes perdas de produtividade, que podem variar entre 20 e 80% do potencial produtivo.

Na agricultura, plantas daninhas são quaisquer tipos de planta que tenham germinado dentro da área do plantio, mas que não fazem parte da cultura de interesse. 

Essas plantas invasoras podem acabar se tornando competidoras de nutrientes presentes na terra ou até mesmo da luz solar, caso seu crescimento acelerado crie ambientes desfavoráveis à produção como sombras sobre a cultura ou plantio de interesse. Por isso, é necessário realizar o controle de sua população nas áreas de plantio.

Para tanto, existem diversos tipos de manejo, sendo uma das mais utilizadas a aplicação de herbicidas. Com intuito de garantir a efetividade do controle, muitos agricultores costumam aplicar herbicidas uniformemente em toda a área do talhão. 

Não podemos esquecer que a lavoura é composta de um bioma (plantas, insetos e microorganismos presentes no solo), e o uso indevido de agentes químicos pode afetar diretamente a produtividade. 

Portanto, deve-se ter um certo cuidado com este tipo de prática, uma vez que o uso excessivo do produto pode prejudicar a planta cultivada ou até mesmo ocasionar a degradação do solo, o que acarreta consequências negativas na produtividade, sem contar o gasto além do necessário. Neste caso, mesmo que a população de plantas daninhas seja controlada, o retorno sobre o investimento da aplicação de herbicida pode não ser satisfatório.

Além disso, pode ocorrer também de haver regiões com maiores índices de infestação (reboleiras) de plantas daninhas resistentes. Neste caso, a aplicação uniforme  pode não ser o suficiente para eliminar plantas daninhas dessas regiões. Ao invés disso, seria necessária uma aplicação  de maneira localizada e com produto mais concentrado.

Controle de Plantas Invasoras feito com Agricultura de Precisão

Você pode estar se perguntando agora: então como poderíamos garantir o controle de plantas invasoras/daninhas para potencializar a produtividade agredindo o menos possível o plantio e preservando o solo? Uma solução para isso seria mapear todas as regiões do talhão que possuem plantas daninhas para então realizar aplicações localizadas.

Controle de Plantas Invasoras feito com Agricultura de Precisão

Dessa forma, o agricultor deixaria de aplicar agentes químicos em excesso e sem real necessidade, agredindo menos as culturas implantadas, sem perder a efetividade do controle de plantas invasoras e diminuindo impactos ambientais.

Uma forma de realizar este mapeamento é a partir de imagens aéreas georreferenciadas coletadas através de drones. 

Caso de Sucesso – Grupo Princesa

Vamos a um exemplo real! O Grupo Princesa, uma importante empresa produtora de algodão do Mato Grosso usou o serviço completo da Plataforma BemAgro. Em apenas 1  dia, foram coletadas imagens e gerado o mapa de plantas daninhas de uma área de 351 hectares, mostrando uma infestação de 13% da área analisada. 

Para maior comodidade de seus parceiros, a BemAgro fornece mapas de aplicação prontos para uso nas máquinas de pulverização de diversas marcas, como a John Deere, Jacto, Trimble, Raven, CNH Industrial (Case IH e New Holland), entre outros. 

Como resultado, ao invés de aplicar herbicida nos 351 hectares, o Grupo Princesa aplicou numa área equivalente a 44 hectares, gerando uma economia de 87%!

Plantação de Algodão - Grupo Princesa - Antes da aplicação
Plantação de Algodão – Grupo Princesa – Antes da aplicação
Plantação de Algodão - Grupo Princesa - Depois da aplicação

Em depoimento, o engenheiro agrônomo do Grupo Princesa, Adrian, reportou o sucesso da aplicação:

“Os sintomas do herbicida ficaram bem evidentes nas manchas. […] a aplicação foi eficiente e o produto deu uma boa desidratada no pé de galinha. […] na minha avaliação foi válida a aplicação.”

Conforme sinalizado pelo Grupo Princesa, o custo médio do herbicida é de R$90,00 por hectare. Se a aplicação fosse realizada em todo o talhão, o custo total seria acima de R$ 31mil. Mas, como apenas 13% da área total recebeu o insumo, houve uma economia de mais de R$27mil reais. No final, o custo médio do herbicida neste talhão foi de um pouco mais de R$11,00 por hectare.

Isso foi o resultado de somente uma aplicação. Mas se pensarmos de forma mais ampla, projetando custos para o período total do cultivo, teríamos um número absoluto bem mais expressivo. 

Vamos montar um cenário hipotético. Suponha que o nível médio de infestação de plantas daninhas neste talhão do Grupo Princesa tenha sido de 20% (um nível bem acima do caso citado acima) ao longo de todo o ciclo do algodão. Ao adotar a solução da plataforma BemAgro, isso nos levaria a uma economia de 80% nas aplicações de herbicidas do ano

Segundo levantamento feito pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), hoje o custo médio do herbicida em todo o ciclo do algodão é de R$493,97 por hectare, como mostrado na tabela abaixo. Portanto, isso nos levaria a uma economia total de R$123,7 mil reais. 

custo de produção de algodão no MT

Estes números mostram apenas o primeiro impacto percebido da agricultura de precisão no controle de plantas invasoras. Mas vamos um pouco mais além.

O segundo impacto é sobre evitar perda de produtividade. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Viçosa e da Universidade Estadual Norte Fluminense mostrou que o convívio de algodoeiros com plantas daninhas após aproximadamente 14 dias da emergência pode reduzir sua produtividade em até 81,2%

Então, se considerarmos que 13% do algodoeiro do Grupo Princesa convivia com plantas daninhas, isso representa uma redução da produtividade em até 10,5% de toda a lavoura, o que pode ser evitado com a aplicação mais assertiva de herbicidas.

No terceiro impacto constam os efeitos de resíduos de herbicidas no solo em culturas subsequentes ao algodão. Quando se trabalha com plantas sazonais, costuma-se alternar culturas durante o ano. 

No Mato Grosso é comum alternar a plantação de algodão com a soja ou milho para o aproveitamento do solo ao longo de todo o ano. Entretanto, como mencionado anteriormente, a aplicação excessiva de agentes químicos pode afetar o solo. 

Após a aplicação de herbicidas, a substância pode se manter no solo e afetar diretamente o desenvolvimento de culturas subsequentes. A estimativa de perda deste tipo de efeito é mais complicada de ser feita devido à grande variedade de herbicidas e de variantes de soja ou milho.

Além desses três grandes impactos, existem outros importantes fatores que não entraremos em detalhes hoje, como por exemplo a contaminação da cadeia alimentar e da água por resíduos químicos de aplicações na agricultura

Conclusão

Como se pode notar, a agricultura de precisão tem um potencial de gerar benefícios em diversos âmbitos. Pelo fato da agricultura ser a base de quase tudo que consumimos, o impacto de torná-la mais eficiente não se restringe apenas no aumento da produtividade e redução de gastos, mas também beneficia consumidores do mundo inteiro, e ainda por cima, garantindo maior sustentabilidade e menor agressão aos nossos recursos naturais.

Gostou do conteúdo? Em breve falaremos mais sobre o assunto!

Aproveite para conhecer mais sobre este e demais relatórios agronômicos que ajudarão sua lavoura a ter resultados ainda melhores. Faça um teste gratuito de 7 dias da nossa plataforma.

Banner Teste Grátis a plataforma BemAgro
Luiz Ricardo Takeshi Horita

Luiz Ricardo Takeshi Horita é coordenador e desenvolvedor no time de P&D da BemAgro. Sua experiência com pesquisa e desenvolvimento teve enfoque na Inteligência Artificial, abrangendo soluções para robótica móvel, automação de testes de smartphones e agora  para o agronegócio. Formado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia de Bauru – UNESP, mestre em Engenharia Elétrica pela Escola de Engenharia de São Carlos – USP e doutorando em Ciência da Computação e Matemática Computacional pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação – USP.

PortuguêsEnglish